O que é NFC-e?

A NFC-e é um documento fiscal eletrônico emitido para o consumidor final. Esta modalidade de nota fiscal está alinhada às propostas do SPED fiscal. Alguns de seus objetivos são oferecer maior agilidade no repasse de informações fiscais e facilitar a fiscalização e o combate à sonegação.
Logo, o bom e velho cupom fiscal vai se transformar em Nota Fiscal Consumidor Eletrônica – NFC-e. Ela surgiu para substituir os cupons fiscais e a nota fiscal de modelo 2, documentos muito utilizados pelo varejo brasileiro, e traz informações da transação de venda de maneira mais simplificada, facilitando a consulta para o consumidor final no portal da NFC-e no ato da compra. A ideia é fornecer uma possibilidade eletrônica para evitar o acúmulo e desperdício de papéis e ainda ter um controle mais ágil e prático de cada venda realizada.
A emissão do documento auxiliar DANFE NFC-e poderá ser efetuada por um sistema de automação comercial utilizando-se de uma impressora comum (não fiscal) que irá se basear no arquivo eletrônico XML da NFC-e. Com isso seus clientes vão ter mais praticidade e segurança na hora de efetuar suas compras.

Image

Principais benefícios da NFC-e para contribuintes:

  • Dispensa de obrigatoriedade de adoção de equipamento fiscal para emissão de NFC-e;
  • Não é mais exigido qualquer tipo de homologação de hardware ou software;
  • Possibilidade de uso de qualquer impressora, não sendo obrigatória a impressora fiscal;
  • Simplificação de Obrigações Acessórias (dispensa de redução Z, leitura X, mapa de caixa, aposição de lacres, registros em atestados de intervenção);
  • Não exigência da figura do Interventor Técnico;
  • Uso de papel com menor requisito de tempo de guarda;
  • Transmissão em tempo real ou online da NFC-e;
  • Redução significativa dos gastos com papel;
  • Integrado com programas de Cidadania Fiscal (eliminação do envio posterior à Secretaria da Fazenda de Arquivos de Impressora Fiscal, como REDF);
  • Uso de Novas Tecnologias de Mobilidade;
  • Flexibilidade de Expansão de pontos de venda no estabelecimento sem necessidade de obtenção de autorização do Fisco;
  • Possibilidade, a critério da Unidade Federada e do interesse do consumidor, de impressão de documento auxiliar resumido, ou apenas por mensagem eletrônica;
  • Integração de plataformas de vendas físicas e virtuais.

Image

Segurança e rapidez

A NFC-e terá a mesma validade jurídica dos cupons emitidos pelo Equipamento Emissor de Cupom Fiscal (ECF), mas a principal vantagem é que estará disponível no formato digital. Isso vai possibilitar o acesso ao documento através do aplicativo de leitura de QR-Code (código de barras bidimensional) instalado em dispositivos móveis, como smartphones e tablets. Havendo também a possibilidade de consultar a NFC-e pelo site do SEFAZ.

Prático e Fácil

Preocupando com o meio ambiente, o novo sistema NFC-e poderá enviar o DANFE NFC-e direto para o seu e-mail ou celular, sem que haja a necessidade de impressão. Contudo, caso prefira receber o comprovante de compra impresso do documento auxiliar NFC-e (DANF NFC-e), pode-se imprimir de forma resumida as compras efetuadas, incluindo o QR-code impresso para uma possível consulta virtual. Acesse agora mesmo o menu (Fale Conosco) e implante o sistema de NFC-e na sua empresa com a CDS Sistemas.

Contingência

Caso haja problemas com a sua internet ou até mesmo com o site de recebimentos da NFC-e estando fora do ar (off-line), o contribuinte poderá utilizar normalmente o ambiente de contingência, que consiste na emissão da NFC-e em modo off-line sem a necessidade de autorização prévia do Fisco, contudo tem a obrigação de ser transmitida assim que o problema for solucionado no prazo de até 24h após a venda.

Para o Consumidor Final

    • Possibilidade de consulta em tempo real ou online de suas NFC-es no portal da Sefaz;
    • Segurança quanto à validade e autenticidade da transação comercial;
    • Possibilidade de receber Danfe da NFC-e ecológico (resumido) ou por e-mail ou SMS.

Para o Fisco

    • Informação em tempo real dos documentos fiscais;
    • Melhoria do controle fiscal do varejo;
    • Possibilidade de monitoramento à distância das operações, cruzamento de dados e auditoria eletrônica.

Alguma dúvida? Nosso representante pode lhe auxiliar.

Solicitar contato

top